quarta-feira, 14 de abril de 2010

Os nomes

No alto dos meus 45 anos, tive apenas 3 carros.

Não, não sou tão fã assim de caminhadas. Foi falta de recurso financeiro, ou seja, não tinha nem um "puto" mesmo.

O primeiro carro foi um fusca vermelho 72.



O pessoal da empres onde trabalhava começaram a chama-lo de Harbie, aquele fusca tonto que falava. Não gostei e tratei de chamado de...de...BOB.

Nome redondinho como um fusca. Todo dia de manhã, ao liga-lo, eu Impestiava a garagem de fumaça.

Resolvi colocar um sobrenome nele. MARLEY.

BOB MARLEY. Entenderam? Fumaça = Reggae = Bob Marley.

Ficamos fumando juntos por 4 anos. Garagem fechada, sabe né?

Fiz um acordo na empres, vendi o Bob e comprei uma Elba4 portas ano 92. Se arrependimento matasse de verdade, não estaria a vos escrever.

A "bicha" é grande e pesada. A primeira vez que fui empurra-la, quase desloquei o ombro.

Não sei quantas inumeras vezes ela me deixou sozinha ou com o caçula no meio da rua.

Trancava a porta (nem precisava,pois ela não abria por nada desse mundo pelo lado de fora)e ia a pé pra casa.

Conversando com uma amiga ela sugeriu o nome de Miranda. Perfeito disse. Miranda parece nome de mulher de seios e quadris fartos, não sei pq.

Ficou Miranda.



Nessa foto estáo registro de nossas aventuras juntas. Um incidente de transito.

Depois de 15 dias encostada em frente de casa com varias peças ferradas e eu mais ferrada ainda fazendo tudo a pé, decidi com a ajuda da minha mãe pondo mais lenha na fogueira comprar um carro 0 (zero)rs.

Emplaquei o João a dois dias. Sorriso de orelha a orelha,pena que meus dentes não são mais branquinhos,hehehe.





É verdade, essas fotos são da autorizada on line, as fotos do João estão ainda na maquina da minha mãe.

Porque João? Ah sim, é que em italiano João é Giovanni, e Giovanni é o nome do meu caçula. Uma homenagem. Ficou feliz pra dedel.

3 comentários:

Belos e Malvados disse...

Parabéns, Heydi. Estou super contente por você.

Lila disse...

Eu ao contrário, já tive váááários carros, mas meu primeiro, apesar se não ser um fusca, era um carro com o mesmo valor sentimental que Bob Marley tem pra vc. Teria ficado com ele um bom tempão, mas na época achei melhor negóscio trocá-lo por um maior e melhor e mais potente e aí já viu a burrada, né? Blog ótimo.

a véia do blog disse...

Obrigada Belos.

Ai Lila, será que hoemem faz essas burradas tb? rs

Oseu blog tb é "óóóótemo", beijos