quinta-feira, 13 de maio de 2010

KCT de dificuldades

Tenho algumas(muitas) dificuldades. E dificuldades que não se resolvem, que mais parecem carmas.

Olha!! Dificuldade em emagrecer,dificuldade em ficar rico, dificuldade em dirigir, dificuldade em PCs, uma hora se resolve, uma hora o quadro muda.

Mas uma bailarina "en dedans",que faz aulas de ballet mais de 20 anos, uma pessoa com mais de 40 anos que não aprendeu a confiar nem na própria sombra, tá F_ D _ D_.

Ouço dos meus professores que preciso "fechar a quinta".


Ouço das pessoas que "julgo mal as pessoas".

Essas dificuldades se resolverão um dia?

Acredito na reencarnação. E qdo alguém me critica/observa, penso:

Na proxima encarnação serei melhor.

Melhor bailarina.

Melhor pessoa.

P.S.: sem fotos dessa vez. Muito down.

10 comentários:

Caminhante disse...

Um dia eu me consolei de não fechar a quinta, quando uma bailarina falando dela mesma disse que "não tinha espaço" porque a coxa dela era grossa. As minhas parecem de jogadores de futebol, então imagine como era a minha quinta!

a véia do blog disse...

rsrs.............pelo menos tem algo externo como desculpa/motivo para mostrar que não é falta de esforço seu, mas minha dificuldade é interna a nivel coxo-femural...nasci assim.

Penso que meus professores acham que sou "molenga" e isso meincomoda.

Lila disse...

É f* quando as pessoas nos dizem que julgamos os outros... Eu tenho um pensamento comigo: o que as pessoas acham de mim não me diz respeito e o que eu acho das pessoas só diz respeito a mim. Relaxe, se vc não julgar, é isso aí, as pessoas falam mesmo e se julgar, vc é humana, néam?

Caminhante disse...

E quem disse que era só a coxa ser grossa? É isso somado ao fato de eu ser en-dedans. Sério: eu fecho mais a quinta en-dedans do que en-dehors, era coisa pra tirar foto!

Os professores de ballet simplesmente não acreditam na gente. Acham que é falta de esforço, de forçar. Alguém tem que avisar a eles que isso só vale quando o corpo está em formação...

a véia do blog disse...

Falou tudo caminhante. E eu com essa idade toda tô de brincadeira pq não tenh onada "mais melhor de bom" pra fazer né? rs

É F* mesmo. Nós professores e humanos, rs julgamos o tempo todo. Mas temos que ter bom senso ao transmitir nossos julgamentos aos alunos.

lmssp disse...

mas se não fosse assim, seria tudo perfeito demais... e n seria bom. tudo bem q é soda ser julgada e ainda mais julgar a nossa vontade de fazer a coisa acontecer (nem faço ideia do q seja quinta...)

fazer-o-quê? postar no blog, ué...

lmssp disse...

oi, querida... acho q dei um nó na cabeça de alguns q n entenderam o meu último (e apagado) post. o nó da minha cabeça transcendeu.

xá prá lá... eu q n me limitei e acabei "falando" demais numa linguagem critografada - rs

e em tempo:http://entretenimento.r7.com/blogs/te-dou-um-dado/ => tudo o q há em diversão.

bj

Lélia Maria disse...

não é papo de poliana, mas pensa nas suas (MUITAS) facilidades. isso ajuda a encarar melhor as dificuldades. sempre dá certo ;-)

a véia do blog disse...

É verdade Leila, fico impressionada com a facilidade com que a nossa mente nos leva para baixo. Mas tenho sorte de me levantar rapido tb.

Sofro o suficiente pra digerir o sufoco e depois "vamu que vamu"
beijos

disse...

Achei interessante e engraçado o nome do blog. rs E come on, mais ânimo aí viu? =)